HooXi: “A Dinamarca, a França e a Suécia podem fornecer equipas de CS de topo”

Antigamente, a cena sueca e francesa de jogos de CS era incrivelmente forte e era representada nos campeonatos por nada menos que duas equipes: NiP, Fnatic, LDLC, Envy e outras. Mas enquanto os suecos estão a passar por uma pequena queda de talento, a cena francesa está a ficar mais forte.

O capitão dos G2 Esports – Rasmus HooXi Nielsen – deu a sua própria opinião sobre a formação da equipa numa entrevista para o BLAST Premier no YouTube.

“Penso que é mais vantajoso para os jogadores da Dinamarca, onde o panorama competitivo ainda é bastante forte, comunicar na mesma língua. Mas numa situação como a do G2 e de muitos outros clubes neste momento, é a disponibilidade de jogadores fortes [de diferentes regiões] que torna possível atingir o nível internacional. Compreendo isso e acho que é assim que deve funcionar na maioria dos casos. No entanto, em países emblemáticos do Counter-Strike, como a Dinamarca, a França e a Suécia, seria fácil criar equipas de topo e competitivas”.

O próprio HooXi está atualmente a competir no plantel da G2 Esports International, onde ganhou vários troféus nos eventos.